O Pentecostes na vida da Igreja

June 4, 2017

 

 

Vivemos hoje em função da busca pela perfeição, almejamos o infinito e a realização do nosso ser. Uma criação que olha para si mesma e vê refletir a imagem do seu Criador.Engrandecida e favorecida pelo gozo da misericórdia,da paciência e do amor. É assim a condição da humanidade de hoje. Fomos resgatados e libertados do poder da morte que nos oprimia e nos deixava mantido nas prisões interiores do pecado.Completou-se o tempo oportuno e Jesus Cristo  

veio ao encontro de seus filhos,revela-se como sendo verdadeiro homem e verdadeiro Deus,mostra-se como sendo o único capaz de salvar homem, pois se apresenta como o Caminho, a Verdade e a Vida.Livremente assume as nossas transgressões e nos mostra as condições da vida feliz, acompanhada por atos caridosos e preocupações com o nosso semelhante. E,por fim, o maior ato de amor nunca visto antes pelos homens, a sua sagrada morte na cruz. Pelo poder divino Ele ressuscita e se assenta à direita de seu Pai de onde veio e agora volta, mas,partindo, ele não nos deixou órfãos. O Pai envia o Espírito que por sua vez nos revela o amor do Pai dentro de uma dimensão, que as leis por si próprias, não eram capazes de introduzir no coração do homem. Narra-se aqui o evento dinâmico na vida de todos os cristãos,o dia de Pentecostes, de onde receberão forças para testemunharem o poder de Deus até o retorno do Senhor Jesus. “E tendo completado o dia de Pentecostes,estavam todos reunidos no mesmo lugar.De repente, veio do céu um ruído como o agitar-se de um vendaval impetuoso, que encheu toda casa onde se encontravam.Apareceram-lhes,então,línguas de fogo,que se repartiam e que pousaram sobre cada um deles.E todos ficaram repletos do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito lhes concedia se exprimirem (At 2,1-13). Aprouve a Deus cumprir o que ele mesmo tinha profetizado para o bem dos homens por meio do profeta “aconteça que naquele dia derramarei o meu espírito sobre toda carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão” (Joel 2.28).As palavras de Nosso Senhor chegam até nós de modo surpreendente,podemos ver que todos os povos, línguas e nações que se encontravam presentes em Jerusalém, para a famosa festividade religiosa, ficaram impressionados,no momento em que os apóstolos falavam em várias línguas, inclusive na língua de cada um deles. Hoje a Igreja necessita de um Novo Pentecostes, de homens e mulheres de alma missionária, que estejam abertos à experiência do reavivamento.Nos parece,que hoje, estamos vivendo um tempo onde grande parte dos cristãos padecem por não terem ainda feito uma profunda e sólida experiência com aquele amor que inundou o dia de Pentecostes.Que se inicie um novo tempo na vida da Igreja, um tempo da graça e do poder do Espírito Santo, que traga de modo renovado o consolo para os homens que se encontram abatidos,fadigados e cansados por ocasião dos pecados cometidos. Por fim, precisamos de um Novo Pentecostes nas nossas vidas constantemente!Convidamos a cada um para aplicar, a partir de agora, um novo olhar, que não se limite a ser crítico mediante as necessidades da Igreja,representada na pessoa daquele irmão que se aproxima de nós,mas sim, com um olhar misericordioso que possa transcender os seus defeitos e misérias. Um novo olhar e ação que promova o erguimento e a reconquista da esperança para aqueles que se encontram impotente mediante as suas misérias. Para isso e muito mais nos foi derramado o poder do Espírito Santo.

Vinde Espírito Santo!

Please reload

Posts Em Destaque

Maria de Nazaré - A Arca da Nova Aliança

September 9, 2017

1/10
Please reload

Posts Recentes

November 2, 2017

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags